Uma peça linda, um ator no palco, uma grande atriz no palco, uma grande mulher no palco. Um cenário lindo,”infinitas cortinas com palcos atrás…”, e simples, o figurino, aquele uniforme de teatro, calça preta, camisa preta, suposta ‘neutralidade’ que na verdade pretende nos revelar mais. Toda a autenticidade de uma mulher de Teatro. Toda a autenticidade que esse mundo tanto precisa, toda a autenticidade e… todo o amor. De quem foi verdade, e anote errou, acertou, viveu e não escondeu-se do outro.
Tudo numa montagem linda. Cássio surpreende em uma interpretação que nos tira do papel de espectador para o delicioso papel de alunos dessa grande escola que é o teatro. Talvez a maior das escolas. Não apenas para o quero-ser-ator-um-dia mas para o homem que quer ser homem-inteiro.  Belíssima peça. Imperdível.

E muito emocionante para quem, como eu, não teve a divina chance de estar frente a frente com essa grande mulher de teatro poder se esbaldar com toda a generosidade desta mestra vivenciada por um aluno tão dedicado e igualmente generoso.
Eu Não Dava Praquilo
Baseado em depoimentos de Myriam Muniz
Texto: Cássio Junqueira e Cassio Scapin Direção: Elias Andreatto Ator: Cássio ScapinCentro Cultural Banco do Brasil - SP Segundas e sábados, 20h. Domingos, 19h 
até 23/9

Uma peça linda, um ator no palco, uma grande atriz no palco, uma grande mulher no palco. Um cenário lindo,”infinitas cortinas com palcos atrás…”, e simples, o figurino, aquele uniforme de teatro, calça preta, camisa preta, suposta ‘neutralidade’ que na verdade pretende nos revelar mais. Toda a autenticidade de uma mulher de Teatro. Toda a autenticidade que esse mundo tanto precisa, toda a autenticidade e… todo o amor. De quem foi verdade, e anote errou, acertou, viveu e não escondeu-se do outro.

Tudo numa montagem linda. Cássio surpreende em uma interpretação que nos tira do papel de espectador para o delicioso papel de alunos dessa grande escola que é o teatro. Talvez a maior das escolas. Não apenas para o quero-ser-ator-um-dia mas para o homem que quer ser homem-inteiro.  Belíssima peça. Imperdível.

E muito emocionante para quem, como eu, não teve a divina chance de estar frente a frente com essa grande mulher de teatro poder se esbaldar com toda a generosidade desta mestra vivenciada por um aluno tão dedicado e igualmente generoso.

Eu Não Dava Praquilo

Baseado em depoimentos de Myriam Muniz

Texto: Cássio Junqueira e Cassio Scapin
Direção: Elias Andreatto
Ator: Cássio Scapin
Centro Cultural Banco do Brasil - SP
Segundas e sábados, 20h. Domingos, 19h 

até 23/9

Simplesmente amei esse filme. O filme que mais me marcou nesta leva do Oscar.

Sou uma apaixonada pelo musical ‘Les Miserables’ e tem cenas que satisfazem os fãs, mas não achei O filme. Mesmo enquanto musiciais que viraram cinema acho que os americanos foram mais bem sucedidos em ‘“Chicago. ‘A vida de Pi’ foi bem interessante e ‘Django’ não é dos melhores do Tarantino mas tem algumas cenas geniais.

e ‘Amor’ é de uma delicadeza e de uma profundidade … cinema de primeiríssima qualidade em cada detalhe, cada escolha do diretor.

mas este filme, ‘A indomavel sonhadora’ eu amei. Me surpreendeu, foi uma poesia tão intensa, me lembrou um pouco da sensação que tive ao assistir ‘Estamira’. a beleza na destruição, no caos na miséria. a sabedoria e o olhar que transforma. amei. muito.

 

Falta apenas Anna Karenina, que não se destacou em nada nada mas que promete muito para mim. A história é maravilhosa, os personagens fascinantes, sem falar na solução genial de adaptar os cenário para um teatro - referindo-se a ilusão e falsidade da vida em sociedade.

 

Griffith Observatory - checando sobre o fim do mundo ;D rs

Los Angeles Baby ;)